Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Após faltar em supermercados, o abastecimento de cerveja volta ao normal

Após faltar em supermercados, o abastecimento de cerveja volta ao normal

Conforme publicamos anteriormente no fim do ano passado, diversas cervejarias estavam sofrendo com a falta de insumos para a produção de seus rótulos, porém, os problemas com a falta de cervejas no varejo diminuíram em março e o abastecimento voltou a estar mais próximo da normalidade.

O índice de ruptura, que mede a indisponibilidade de itens nas gôndolas dos comércios, ficou em 12,77% na categoria durante o mês de março, próximo da média de 10%. Em janeiro, o nível de ruptura chegou a alcançar 19,9% e seguiu em nível elevado em fevereiro (16,12%), segundo dados da Neogrid, especializada na cadeia de suprimentos.

O índice geral de rupturas também registrou melhora em março, a segunda seguida depois de quatro meses consecutivos de complicações. O estudo apontou que os varejistas prepararam melhor seus estoques para lidar com o fechamento do comércio no País. Com isso, conseguiram diminuir para 10,68% o indicador de falta de produtos no mês passado, ante os 12,49% de janeiro.

Cerveja em lata salvando o comércio

Uma das razões para a melhora da disponibilidade nas cervejas foi avanço no abastecimento de lata (alumínio) e vidro dos fornecedores. A falta desses insumos era o que atrapalhava as entregas da indústria cervejeira desde o ano passado. Para Robson Munhoz, da Neogrid, a produção de embalagens começou a normalizar e, com isso, o varejo voltou a receber seus pedidos, inclusive os em atraso.

Deixe um comentário