Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Como precificar a cerveja na minha empresa?

Como precificar a cerveja na minha empresa?

Certamente você já se perguntou, em algum momento, qual seria a margem adequada para as bebidas comercializadas em seu estabelecimento, correto? Caso não tenha essa dúvida, você deve ser um profissional muito qualificado no assunto ou está com sérios problemas na sua lucratividade.

Primeiramente vamos definir algumas coisas básicas:

Lucro bruto: É o resultado do valor da receita total menos o valor de custo das mercadorias. Um exemplo, se você vendeu R$ 10 000,00 em bebidas, mas gastou R$ 6 500,00 para adquirir elas, seu Lucro Bruto será de R$ 3 500,00.

Lucro líquido: Representa o resultado de toda a receita, menos o valor de custo das mercadorias, menos as despesas da sua empresa. No valor das despesas você terá de subtrair os impostos, o pagamento de funcionários, despesas de energia, luz, água, telefone, internet, material de limpeza, material de higiene, marketing e outros custos, inclusive aquele fardo de papel A4 para o escritório deve ser contabilizado.

Dessa forma, se você tem despesas mensais de R$ 8 500,00 e faturou R$ 10 000,00, seu Lucro Líquido é de R$ 1 500,00.

Margem líquida; O valor da margem líquida para calcular corretamente a margem de lucro de sua empresa é feito em cima do lucro líquido. Para isso, dividimos o lucro líquido pela receita total e multiplicamos por 100. Seguindo os números citados anteriormente, teríamos o seguinte percentual:

1 500 / 10 000 X 100 = 15%. Sua margem líquida, portanto, foi de 15%.

Margem Bruta; Dentro dessa mesma linha de raciocínio, para calcular corretamente a margem de lucro de sua distribuidora é preciso conhecer a margem bruta do negócio. Esse valor é calculado através do lucro bruto dividido pela receita total vezes 100. Exemplo: 3 500 / 10.000 x 100 = 35%. Sua margem bruta, portanto, foi de 35%.

Mark up; Este é um dos conceitos mais importantes para calcular corretamente a margem de lucro de sua empresa. Com o mark up temos uma diferença: podemos calcular o lucro desejado pela empresa. Por isso é considerado importante para estabelecer os preços das bebidas vendidas, uma vez que ele oferece a visualização dos valores que devem ser cobrados para evitar prejuízos.

O Mark Up e suas diversas opções de cálculo

O cálculo do Markup permite negociar com os clientes, estabelecendo os limites para descontos, por exemplo.

Existem três tipos de Markup utilizados para calcular o preço de venda das mercadorias:

Mark up total: todos os custos são calculados, incluindo despesas administrativas, impostos, mão de obra, etc. Assim, a conta deve ser feita pelo lucro desejado dividido pelo custo total.

Mark up de mercadorias: os custos calculados envolvem apenas as despesas relacionadas ao preço de custo e aquelas relacionadas diretamente com a mercadoria, como frete, por exemplo.

Mark up variável; realiza os cálculos com base nos custos e despesas fixas e no lucro desejado.

Depois de fazer todos os cálculos e os valores, o próximo passo é comparar os preços com a concorrência, garantindo uma atuação mais competitiva no mercado.

Conhecendo os conceitos básicos para calcular corretamente a margem de lucro de sua empresa, pegue todos os valores que você tem em mãos e comece a fazer as contas.

Faça o cálculo de margens para cada produto, assim você saberá quais são os mais vendidos, qual item tem a maior rentabilidade e onde estão os seus “problemas”. Neste caso você pode aplicar a técnica de precificação criada por Michel Kasavanas e Donald Smith, os produtos são divididos entre estrela, cavalo de corrida, quebra-cabeça ou cachorro.

Estrela são os itens com boa margem e boa saída.

Quebra-cabeça boa margem mas pouca saída.

Cavalo de corrida, muita saída e pouca margem.

Cachorro são os itens com baixa procura e pouca margem

Não existe uma receita de margem exata para cada produto, você precisará analisar seus custos e adaptá-los ao seu modelo de negócio. Você não pode ser um bar que irá competir com os preços de um supermercado, seus custos são diferentes e a experiência de consumo é absurdamente diferente. Não compare o valor da bebida de um restaurante popular com o preço de um restaurante para classe A e B.

Entenda sua proposta de mercado, saiba quem são seus concorrentes, revise suas margens e aplique as mudanças necessárias para ter o maior número de “estrelas” no seu portfólio.

Deixe um comentário