Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Dicas para degustar uma cerveja

Dicas para degustar uma cerveja

Degustar uma cerveja, vai além do que servir num copo bonito. É pensar sobre o que está consumindo, racionalizar as sensações e entender a proposta de quem produziu a cerveja, através das sensações de nossos sentidos.

Aqui vou dar dicas de como tornar sua degustação mais eficiente. Não são regras (a não ser que trabalhe com isso, rs), são indicações e rituais que facilitam a percepção das características sensoriais da bebida.

O primeiro passo é evitar cigarro, café, comidas picantes e gordurosas antes de degustar, pois obviamente isso pode atrapalhar seu sensorial. Mas Aline, eu não posso nada então? Pode sim meu caro (a) amigo (a), pode o que quiser, lembre-se são diquinhas pra melhorar sua degustação.

No meu curso de sommelier, um aluno entrou com um copo de café na sala após o almoço, todo mundo precisava, foram dias pesados, a professora mandou ele voltar e disse: “sinto muito, eu também queria e hoje não vai rolar”, ele jogou fora todo o conteúdo do singelo copinho americano dele.

E porque isso? Pois somente o copo de café presente na sala já poderia atrapalhar nosso desempenho, principalmente depois de várias goladas de café. É uma bebida intensa, que permanece na boca.

Depois de proibir você de fumar um cigarrinho e tomar um café, ops, proibir não, indicar a não fazer, eu tenho mais uma dica: evitar perfumes, batom, maquiagem, etc. Porque tudo isso, também vai atrapalhar o desenvolvimento dos seus sentidos. Veja bem, eu disse evitar. Depois que a gente passa a analisar cerveja, qualquer coisa atrapalha, a gente vira enjoado mesmo, até o cheiro de um batom me atrapalha.

Bom, depois dessas regras quase que de um reformatório, você pode então selecionar um copo para degustar sua cerveja. Mas não qualquer copo! Claro que nem todo mundo tem um copo pra cada tipo de cerveja em casa a toa, então use o que mais for parecido com uma taça de vinho branco, ela ajuda a liberação dos aromas através de sua abertura que não é demasiadamente grande a ponto de perdê-los e nem muito pequena a ponto de não conseguir enfiar o nariz (sim, você vai enfiar o nariz na taça).

Se você tem em casa, a taça ISO é ideal para degustação e é utilizada inclusive para outras bebidas. Ah, e use copos limpos, por favor!

Evite degustar direto da garrafa ou lata, não ajuda e eu costumo sentir gosto de geladeira. (Se você não sabe o que é gosto de geladeira, volte 3 casas). Gosto de geladeira pra mim é aquele que você encontra em qualquer alimento que ficou exposto na geladeira por um tempo, ele é universal, é possível encontrar em qualquer casa. Porque estou falando tanto disso? Vamos para o próximo passo.

Agora que já temos uma informação inútil sobre gosto de geladeira, podemos falar da aparência. É o primeiro atributo a ser observado na cerveja. Neste momento você vai observar a cor, limpidez e espuma da cerveja. Cada estilo tem uma pré-determinação do que se espera para cada atributo, e deve-se levar isso em conta. Por exemplo, espera-se que a espuma de uma cerveja de trigo seja densa e duradoura, já a de uma catharina sour é quase inexistente e logo se vai.

Depois de observar o seu lindo copo, leve o ao nariz. Para melhor liberar alguns compostos voláteis, você pode tampar a taça com uma mão e dar uma leve mexidinha com a outra, depois leve direto pro nariz. Primeiro, use fungadinhas curtas e depois uma mais longa. Repita quantas vezes quiser, se achar que o olfato se cansou, cheire seu antebraço e depois volte pra taça, sim, isso funciona.

Após inalar os aromas da cerveja, tome um pequeno gole, passe a cerveja por toda a sua boca, bochechas, céu da boca, é a festa da cerveja. Depois disso, você pode engolir. Tudo isso pra poder tomar um gole de cerveja?? Sim, essa é a vida de sommelier, depois a gente mal consegue beber uma cervejinha despretensiosa sem avaliar.

Não se esqueça de perceber as sensações de boca, observe se a cerveja é cremosa, adstringente, muito ou pouco carbonatada, seca, etc.

Depois de engolir a cerveja, aí vem o retrogosto, ou aftertaste se quiser falar bonito. Aqui nesse momento, você pode sentir outros sabores e aromas que não sentiu antes, é o momento que você respira e solta o ar pelo nariz.

É também nesse momento que você e seu organismo decidem se vale a pena tomar outro gole da cerveja.

E aí, achou as dicas válidas? Depois me conta!!

Deixe um comentário