Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Resenha: Larousse da Cerveja, obrigatório para todo cervejeiro

Resenha: Larousse da Cerveja, obrigatório para todo cervejeiro

A edição atualizada e ampliada de 2017 do Larousse da Cerveja de Ronaldo Morado é item básico para a prateleira de qualquer cervejeiro que se preze, seja ele iniciante ou mais experiente.

Com linguagem fácil e acessível, ele passa por todos os assuntos sobre cerveja e é minha primeira indicação para quem quer começar a estudar cerveja. Ele sempre serve de referência para qualquer pesquisa (foi meu aliado de cabeceira no TCC).

Vou te mostrar aqui, os tópicos de como o livro está dividido e você não sairá daqui sem ser convencido.

Capítulo 1 – História: Aqui, Ronaldo passa pelo surgimento da cerveja, como se estabeleceu durante os anos e sua relação com a economia e sociedade. Além disso, tem um tópico só para falar da mulher e a cerveja, que eu adoro! Lá, ele fala sobre como nós mulheres tínhamos o poder de fazer cerveja que por inveja dos homens (essa parte é minha) foi nos tirado.

Capítulo 2 – Ambientes: Aqui, o autor passeia pelos lugares mais comuns que as cervejas são consumidas e ainda indica destinos e roteiros cervejeiros para visitar. Amo!

Capítulo 3 – Matéria-prima : Neste capítulo, cada matéria prima da cerveja recebe sua atenção, explicando sua origem, importância para a cerveja e suas diferenças.

Capítulo 4 – Fabricação : Neste momento, se fala sobre o processo, etapas produção, tipos de cerveja, diferenças entre as técnicas empregadas e definições de cerveja pela legislação.

Capítulo 5 – Características e propriedades : Além de explicar todos os atributos de uma cerveja, passando por aparência, paladar, aroma e sensação de boca, Ronaldo ainda indica como degustar uma cerveja.

Capítulo 6 – Estilos : Aqui, ele faz um resumão dos estilos de cerveja descritos no guia do BJCP (Beer Judge Certification Program), falando de seus atributos sensoriais e alguns exemplos comerciais disponíveis.

Capítulo 7 – Acessórios e serviço : Conteúdo sobre tipos de copo ideal para cada cerveja, para que servem e ainda sobre como servir bem uma cerveja.

Capítulo 8 – Cerveja e gastronomia : Neste capítulo, o autor passa pelos tipos de interações culinárias, princípios da harmonização com algumas dicas. Eu adoro dicas!

Capítulo 9 – Escolas Cervejeiras : Aqui, há o estudo de cada escola cervejeira: britânica, germânica, belga e americana. Alow Ronaldo, vamos organizar a brasileira aí, porque não? haha.

Capítulo 10 – O mercado cervejeiro hoje : Um panorama super completo sobre o mercado de cerveja, lógico que online temos resultados mais atuais. Mas através das análises de Morado, temos uma grande perspectiva sobre consumo, marcas e vendas.

Capítulo 11 – Brasil : Uma visão de onde viemos, pra onde vamos. Um vislumbre sobre o mercado de cerveja no Brasil, o movimento artesanal, bem como sua indústria e o mercado de concursos e eventos.

Depois de tudo isso, consegui te convencer que você precisa desse livro? Não tô fazendo publi, nem vendendo nada, mas sou tiete desse livro.

Algumas coisas podem parecer muito óbvias para quem já é da área e trabalha há algum tempo com cerveja, mas vira e mexe eu preciso criar conteúdo sobre cerveja e me pergunto como fazer isso de uma maneira acessível, com linguagem que chegue até o iniciante ou leigo…lá vou eu consultar Ronaldo.

Durante meu TCC na faculdade, escrevi sobre preferências de consumo de cerveja artesanal e eu lia tanto esse livro, que quando precisava justificar algo, eu argumentava e depois já mandava a citação (Morado, 2017), era automático.

Enfim, se está procurando um conteúdo para ingressar no meio cervejeiro, essa é minha recomendação, não vai se arrepender.

4 comentários em “Resenha: Larousse da Cerveja, obrigatório para todo cervejeiro”

  1. Pingback: 3 livros para começar a estudar cerveja – Cerveja em Foco

  2. Pingback: Literatura Cervejeira No Brasil – Cerveja em Foco

Deixe um comentário