Cerveja em Foco

Cerveja em Foco Logo Alternativo - Transparente

5 botecos cariocas para conhecer

Uma seleção de 5 botecos tradicionais no Rio de Janeiro, que oferecem os melhores petiscos e aquela cerveja gelada

O Rio de Janeiro é o paraíso dos botecos: bolinhos, petiscos, batidas autorais e a cerveja que não pode faltar.

O carioca adora tomar uma Original no Happy Hour depois do trabalho, e ela nunca falta no cardápio dos botequins tradicionais. Junto dela, são servidas as comidas de boteco, geralmente petiscos fáceis e rápidos de comer, às vezes individuais e outras pra dividir.

Como estou morando na Tijuca, juntei algumas experiências que tive para dividir por aqui.

Bar do Mariano

Intagram
Um barzinho de esquina que fica no Grajaú, tem um cardápio suuuper variado que atende com pratos e petiscos. Entre os mais pedidos, o jilogrete: jiló recheado com vinagrete de jiló. Eu que não como jiló, me aventurei e curti.

Outra pedida são os bolinhos, croquete de carne, bolinho de abóbora com palmito e um outro bem servido chamado Pau na coxa, um bolinho com massa de batata que pode ser com frango ou siri, ele vem num palito de picolé.

Esse é um bar para se sentir em casa, o atendimento é impecável e a atmosfera é muito tranquila. Pra completar, a cerveja é barata, vale ressaltar que a garrafa de 600ml fica em torno de R$8,90.

Pau na coxa – Bolinho de Siri com batata

Bar do Momo

Clica aqui para o instagram
Esse bar fica na Tijuca e é um dos mais famosos quando se fala em comida de boteco. As mesinhas na calçada não dão conta da galera que faz fila pra poder sentar ali na esquina da Rua Uruguai.

O Bar do Momo tem um histórico de conquistas no competição Comida Di Buteco, onde os restaurantes preparam um prato para competir e é o próprio público que vota.

Aqui é difícil escolher um petisco só, mas vamos lá. Pra quem curte uma porção individual tem o croquete de pernil, que vem com um molhinho delícia ou o bolinho de arroz. O sanduíche de contra filé é perfeito se está com mais fome. Agora se topa dividir, sugiro o farol de milha: um carne assada suculenta, embebida num molho cremoso, ovo e pão para acompanhar (e tchuchar no molho).

Farol de milha – Foto de Bar do Momo, Rio de Janeiro - Tripadvisor
FAROL DE MILHA
Antes rejeitado pelo sabor amargo, jiló vira astro do novo cardápio dos  botecos - Rio - Extra Online
GUACAMOLE DE JILÓ

Uma opção vegetariana que eu já torci o nariz e adorei é o Guacamole de jiló (sim, rola muito jiló nos botecos). Picante na medida certa, é tão gostoso que nem parece jiló. Experimente.

Cerveja sempre gelada, e o costume é ir colocando as garrafas vazias embaixo da mesa pra conferir depois.

Bar da frente

Clica aqui para o instagram.

Porquinho de Quimono - Alma de Bar
PORQUINHO DE QUIMONO

Um bar pequeninho, que fica na Praça da Bandeira e está rodeado de outros botecos incríveis. Se for passar por ali, aproveite para conhecer o Noo Cachaçaria, Dida Bar e Aconchego Carioca.

Aqui, eles servem meia porção e porção inteira dos famosos bolinhos. Também conhecido pelo Comida Di Buteco, faz muito sucesso com o Porquinho de Quimono, um harumaki (ou rolinho primavera) recheado com costelinha suína, requeijão de ervas, com um molho agridoce que é sensacional.

Meu sonho aqui é pedir o Gurjão de Bacon, ainda não tive a oportunidade. Eles descrevem como “Cubos de amor”. Gênios!

Além dos petiscos e bolinhos, eles servem almoço o e Fondue de coxinha, que são de 4 a 8 coxinhas para você passar no creme de queijo e vinho branco. Loucura, não é?

Bar do Bode Cheiroso

Clica aqui para o instagram.

Esse bar fica perto do Maracanã e ouvi boatos que a galera que trabalhou para construir o Maraca frequentava o Bode.

Se for perto da hora do almoço (aqui no Rio é a tarde inteira durante o final de semana) chegue cedo! O lugar é competido, rola fila de espera e o povo vai colocando mesinha e cadeira na rua mesmo, no que poderia ser o estacionamento.

Moela, jiló recheado, sardinha frita, gurjão de peixe, o cardápio é daquele jeito. Mas a estrela aqui é o TORRESMO, tive que colocar até em caixa alta. Se você curte torresmo, esse é o seu lugar, porque não é um torresmo qualquer, é um torresmo crocante na medida certa e muito generoso na carne. Além disso, ele é do tamanho do mundo.

Entretanto, por ser frito na hora e muito procurado, você deve falar com o garçom pra colocar você na lista do torresmo, eu acho isso o máximo: lista do torresmo.

Bar do Bacana

Torresmo e Tonhão no Bar do Momo - Alma de Bar
Torresmo

Atravessando o túnel e chegando em terras de Zona Sul, você encontra o Bar do Bacana n Leblon. Mas não se assuste, o bairro é nobre, o boteco também, mas o preço é justo.

O lugar é pequeno e dependendo da hora, tem que esperar pra conseguir uma mesa. Quando vai entardecendo, eles deixam colocar mais mesinhas na calçada.

Passada obrigatória ao sair da praia, é ótimo para almoçar ou só beliscar mesmo. Aposte nos pastéis ou na melhor invenção carioca (nem sei se foi o carioca que inventou), a empada aberta de camarão com catupiry. Depois que você experimenta a empada aberta, fica se perguntando porque fecham as empadas, se todas poderiam ser assim. É recheio sem miséria!

Baixa Gastronomia por Nenel: "Empada aberta de camarão com Catupiry" (Boteco  Belmonte - Rio de Janeiro, RJ)
Empada aberta de camarão

Se você curtiu e testou as dicas, me fala! Nessa vida boêmia, a gente acaba encontrando muitas surpresas pelo caminho e é sempre bom poder compartilhar isso.

Logo mais trarei mais dicas. Se você tem uma sugestão de tema, pode me enviar no email workabeermkt@gmail.com ou no meu instagram

Deixe um comentário