Pular para o conteúdo
Início » Notícias » As diferenças entre Blue Moon, Hoegaarden e Shock Top

As diferenças entre Blue Moon, Hoegaarden e Shock Top

Embora não haja escassez de cervejas não filtradas com notas cítricas, a tríplice Hoegaarden, Blue Moon e Shock Top continuam sendo as principais escolhas que competem pelas necessidades de consumo de verão (Ok! Estamos com um pé no inverno e falando sobre cervejas do verão, mas guarde essa matéria para quando a estação mais quente do ano chegar). Apelando para uma ampla gama de paladares, todas as três cervejas enfeitam as cervejarias há décadas.

A Blue Moon’s Belgian White, considerada por alguns como uma das cervejas americanas mais importantes de todos os tempos, é instantaneamente reconhecível em bares devido à inclusão automática de uma fatia de laranja no copo. Juntamente com a principal concorrente Shock Top, elas representam uma categoria de cervejas inspiradas nas tradicionais brancas belgas como a Hoegaarden. Mas enquanto todas as três cervejas compartilham características semelhantes, há muito que as diferencia. Continue a leitura para entender as diferenças entre Blue Moon, Shock Top e Hoegaarden.

Cerveja-de-trigo

Origem

A história de Hoegaarden começa por volta de 1445 na pequena cidade belga de mesmo nome, onde se acredita que os monges tenham criado a primeira receita de cerveja branca (“wit”) usando plantas exóticas importadas por comerciantes holandeses. Séculos mais tarde, o reinado de Hoegaarden como meca cervejeira chegaria ao fim, quando Tomsin, a última cervejaria witbier remanescente na vila, fechou em 1957. No entanto, o estilo histórico foi trazido de volta à vida em 1965 pelo leiteiro e ex-funcionário de Tomsin Pierre Celis, que recriou a cerveja em seu galpão de leite e mais tarde a batizou com o nome de sua cidade natal, Hoegaarden.

Décadas depois, a Blue Moon foi fundada em 1995 pelo mestre cervejeiro Keith Villa, que iniciou a primeira iteração da empresa enquanto trabalhava na Sandlot Brewery de Denver. Originalmente chamado de Bellyslide Wit, ele se afeiçoou ainda mais pelo estilo enquanto trabalhava para um Ph.D. em cerveja pela Universidade de Bruxelas. Adicionando um toque único que Villa acreditava que atrairia os consumidores americanos, ele preparou a cerveja com cascas de laranja Valência, resultando em um produto um pouco mais doce do que os tradicionais.

Também fabricada no Colorado, e talvez de olho no crescente sucesso da Blue Moon, a Shock Top da Anheuser-Busch foi lançada em 2006 como uma oferta sazonal. Originalmente apelidada de Spring Heat Spiced Wheat, a cerveja tornou-se uma oferta regular para a mega marca depois de ganhar elogios no North American Beer Awards em 2006 e 2007.

Produção

Além de incorporar casca de laranja e coentro de Curaçao, Hoegaarden White é feito com cevada maltada, trigo não maltado e lúpulo. Durante a produção, a cerveja passa pelo condicionamento da garrafa – a adição de uma pequena quantidade de levedura a uma cerveja já fermentada – que produz uma pequena quantidade de carbonatação natural e sedimentos de levedura.

Embora existam detalhes limitados sobre como a Blue Moon Belgian White é produzida, o Diffords Guide lista seus ingredientes como “trigo branco, aveia e cevada maltada com lúpulo, coentro e casca de laranja”. Comparação com Hoegaarden tem um teor alcoólico ligeiramente elevado e é fabricada com laranja Valência em vez da tradicional laranja Curaçao. O carro chefe da Shock Top Belgian White é feito com cevada de duas fileiras e uma mistura de lúpulos Hallertau, Cascade e Willamette que são fabricados com três cascas cítricas diferentes – laranja, limão e lima.

Sabor

Com 4,9% ABV, Hoegaarden é um pouco mais baixo em álcool para seu estilo. De cor pálida, turva e de corpo leve, a cerveja tem citríco e pimenta no aroma, com um amargor refrescante no paladar e um final levemente de especiarías. Blue Moon, que chega a 5,4% ABV, também é leve e turva, mas oferece um perfil laranja espremido com notas de coentro. De corpo médio e não filtrada, Shock Top é engarrafada a 5,2%, com sabores suaves de limão, coentro e laranja.

Breve resumo

Cada marca tem seus fãs obstinados, mas para muitos aficionados de cerveja, Hoegaarden representa uma referência do estilo witbier. Um resumo da diferença entre os três: “Blue Moon e Shock Top são de estilo belga, mas a Hoegaarden é a verdadeira “branca belga.” E enquanto Hoegaarden recebe seu voto devido à sua qualidade e “raízes verdadeiras”, acredito que a Shock Top e Blue Moon são ótimas cervejas [que] já têm seus próprios seguidores.

Deixe um comentário