Pular para o conteúdo
Início » Notícias » Copa do Mundo com comida típica de cada país e muita cerveja

Copa do Mundo com comida típica de cada país e muita cerveja

Estamos acostumados com a Copa do Mundo acontecendo nos meses de junho/julho, que chega a soar estranho estarmos nos preparando para a copa bem perto das festividades natalinas.

O comércio em si está uma bagunça (boa), decoração de copa com um misto de Natal, afinal nosso país sempre será essa mistura boa que só os brasileiros sabem como funciona.

Mas, por que a Copa será em novembro/dezembro? A decisão foi justamente para evitar as temperaturas altas. No meio do ano, verão no Catar, os termômetros podem marcar até 50° C. Já nos meses em que acontecerá a Copa, inverno no país, os turistas poderão enfrentar temperaturas mínimas por volta de 10º C.

Portanto, pensando no quanto os brasileiros adoram eventos futebolísticos, resolvi separar 5 das 32 seleções escaladas para a copa e fazer pelo menos uma indicação de um estilo de cerveja e comida típica de cada país, para que vocês possam acompanhar a cada jogo com uma cerveja e um prato diferente, seja harminzando ou não.

A cerveja e o prato de seleção

Alemanha: o primeiro jogo da Alemanhã será no dia 23/11 as 10h, isso significa que estaremos naquele misto: um pouco tarde para o café da manhã (mas, vale apostar no café da manhã), mas muito cedo para o almoço, então a indição de cerveja e comida para acompanhar esse jogo é o tradicional café da manhã bávaro composto por cerveja de trigo, a Weiss o tradicional par de salsichas branca (Weißwurst) com uma pitada de mostarda doce (Süßsenf) e o conhecido pãozinho salgado chamado Bretzel.

Argentina: a cerveja escolhida é a IPA da cervejaria Patagônia e o prato é o Choripán, típico na Argentina e no Uruguai, o nome desse sanduíche vem da junção de chorizo (linguiça) e pan (pão). Também é chamado apenas de “chori”. A graça está em assar a linguiça fresca (nem curada, nem defumada) na churrasqueira e depois servi-la no pão com molho chimichurri.

Bélgica: um dos pratos mais clássico da Bélgica é o moules et frites (mexilhões e batatas fritas). Na forma mais comum de comer os mexilhões na Bélgica, eles são cozidos em vinho branco com cebolinha, salsa e manteiga. Como é um prato típico do verão harmoniza com uma cerveja refrescante como a Witbier, cerveja de trigo com adição de cascas de laranja e semente de coentro.

Brasil: falar do nosso país e sua vasta culinária chega a ser uma missão quase impossível, mas vamos apostar no nosso estilo de cerveja (oficialmente brasileiro), a Catharina Sour, pois estamos com um pé no verão e ela é uma cerveja leve e refrescante e devido a isso, podemos harmonizáa-la com saladas, queijos, frutos do mar – particularmente, ostras por conta da acidez frutada da Catharina Sour que remete aos toques do limão salpicado na ostra in natura.

Portugal: sardinhas assadas é quase um casamento com a Bohemian Pilsner (procure por Letra B Pilsner) por que ela tem um perfil aromático muito rico, é uma cerveja refrescante e com um equilíbrio entre o malte e o amargor do lúpulo (inclusive no retrogosto). Possui excelente carbonatação e corpo leve, é indicada para pratos com sabores delicados como marisco ou peixe grelhado. Apesar das sardinhas serem um peixe gordo e com um sabor bem mais intenso do que muitas outras espécies de peixes, este estilo de cerveja, tendo um amargor proeminente, mas não agressivo, que rapidamente desaparece, facilita a limpeza da gordura e do sabor do nosso palato, permitindo que cada nova garfada funcione quase como se fosse a primeira.

Deixe um comentário